Noção do Trabalho

Introdução


Noção do Trabalho 

A história do trabalho já passou por muitos capítulos que sempre acompanharam a evolução da humanidade, que ao longo dos tempos se adaptou a várias culturas e tecnologias, mudando progressivamente o conceito do que era considerado "normal".

O conceito de trabalho é geralmente entendido como a atividade humana realizada com o objetivo de produzir uma forma de obtenção de subsistência, pois a necessidade chama o trabalho.

Com isto, o homem agrário não produzia em função de lucro ou de moeda corrente, mas para consumo próprio. O comércio reduzia-se a formas rudimentares de troca de produtos produzidos por outros trabalhadores, assim, o trabalhador mantinha contacto direto com o que produzia. Tratava-se de uma relação próxima entre produto, produção e consumo. A relação entre trabalho e subsistência, ou sobrevivência, era íntima e direta.

Com a Revolução Industrial, houve uma grande mudança nas relações sociais e nas relações de trabalho do indivíduo, que até então vivia ligado diretamente à terra. O surgimento das cidades e o eventual êxodo rural deslocaram o indivíduo que dependia da terra para a sua sobrevivência para os centros urbanos.

A forma de produção capitalista caracteriza-se pela impessoalidade do trabalhador com o que produz, isto é, ele não possui nenhum envolvimento pessoal com o que está a produzir, pois não encabeça todo o processo de produção. Nas relações de produção pré-capitalistas, o produto do trabalho estava intimamente associado ao trabalhador, que era o mentor de toda a cadeia produtiva. Essa diferença é a que rege as relações de trabalho dentro de uma sociedade capitalista, na qual o trabalhador que não dispõe dos meios de produção para produzir o que necessita para sobreviver passa a vender a única "mercadoria" que tem: a sua força de trabalho.

Essa nova forma de se relacionar com o trabalho transforma as relações sociais em todos os aspectos. O sujeito, antes intimamente ligado ao seu labor, agora vê-se desconectado do que produz, nunca colhendo os frutos do seu trabalho. Trabalho esse que por sua vez, agora é comprado por um salário, que, na maior parte das vezes, é suficiente apenas para que se mantenha vivo.

Momentos de transição de pensamento ou de costumes, costumam despertar a atenção de quem se propõe a analisar estes tempos da história que por vezes são tão difíceis para a nossa compreensão, pois não encaramos todos os detalhes da sua essência.

Para conseguirmos compreender de forma crua e clara estas épocas precisamos de tempo e distância emocional para maturarmos e trabalharmos uma posição imparcial acerca do que aconteceu, das jornadas de mudança de paradigma da noção do trabalho.

Convido-vos a embarcarem comigo nesta jornada histórica sobre o Trabalho e a Crise em Portugal nos séculos XIX a XXI.

Texto elaborado com base nas informações contidas nesta página - https://www.preparaenem.com/sociologia/conceito-trabalho.htm


Descrição Visual do Trabalho ao longo da História